A história do Marketing

A história do Marketing

Por Antonio Savino
Marketing é uma palavra de origem inglesa, que traduzida para o portugues significa “Mercadologia”.
Analisando o passado encontramos o Marketing presente nas industrias, atuando necessidade de interagi com compradores no calor da “Revolução Industrial”. Naquela época o principal conceito era vender os produtos da fábrica a todos que quisessem comprá-los. O marketing estava muito envolvido com a economia e administração e tinha pouca pesquisa e estudos.
Apesar da profissão marketing estar em alta, podemos afimar que a sua profissionalização e estudos começaram a ser feitas logo após a década 50, uma periodo de pós-guerra, em que o consumidor tinha um poder aquisitivo maior.
Em 1949 Neil Borden utilizou o termo “O Marketing Mix”, que é conceituado como a junção de elementos variáveis que estabeleceram as ações de Marketing. O Mix de Marketing ou Composto de Marketing a partir daí começou ser a principal ligação de relacionamento entre produtos e serviços junto ao seus consumidores.
Jerome McCarthy, professor da Universidade de Michigan, aprimorou a Teoria de Borden e definiu os 4 grandes grupos de atividades que representariam os ingredientes do composto e os separou em:
1. Produto;
2. Preço;
3. Promoção;
4. Praça.
Há 50 anos  via-se nas empresas a presença do marketing junto aos vendedores, porém, a sua dependência e falta de autonomia era brecada em diretores administrativos, financeiro e de recursos humanos. Com o lançamento do livro “prática da administração, o marketing” escrito por Peter Drucker, que elabora o Marketing com uma força poderosa e a ser analisada, colocando o termo em foco, deixando de se pensar só no produto.
Com os avanços tecnológicos alguns fatores tiveram que ser analisados pelos pesquisadores. No livro “Miopia em Marketing”, Theodore Levitt professor da Harvard Business School questionou a falta de preocupação com o cliente e mostrou a percepção da satisfação dos clientes e transformou para sempre o mundo dos negócios. O “vender a qualquer custo” deu lugar à “satisfação garantida”.
Em 1967, Philip Kotler, professor da Kellogg School of Management, lança a primeira edição de seu livro “Administração de marketing“, onde reuniu, reviu, testou e consolidou as bases daquilo que até hoje formam o cânone do marketing.
Com o surgimento da “Era da informação” (Marketing 2.0) que tinha na sua linha de frente a tecnologia da informação. O marketing começou a estabelecer uma dificuldade em ser executado. As Empresas começam a estabelecer concorrência entre si, aumentando ainda mais a opção dos clientes. Assim começa um fase de criar produtos e serviços que tivesse um diferencial, um produto que tenta persuadir o consumidor pelas suas campanhas de envolvimento e interação.
Hoje vivemos a transformação do marketing, passamos ao Marketing 3.0, uma era voltada a valores humanos e analise do comportamento humano. A mente, coração e espríto são sentimentos em questão para solucionar desejos e anseios de um público que cada vez mais quer transformar um mundo globalizado em um lugar melhor.
Existem diversas definições para Marketing:
 - é uma função organizacional e um conjunto de processos que envolvem a criação, a comunicação e a entrega de valor para os clientes, bem como a administração do relacionamento com eles, de modo que beneficie a organização e seu público interessado. (AMA – American Marketing Association – Definição 2005).
 - é a atividade, conjunto de instituições e processos para criar, comunicar, distribuir e efetuar a troca de ofertas que tenham valor para consumidores, clientes, parceiros e a sociedade como um todo. (AMA – American Marketing Association – Definição 2008).
- é a entrega de satisfação para o cliente em forma de benefício (KOTLER e ARMSTRONG, 1999).
- é a capacidade de identificar por meio de estudos científicos do mercado as necessidades e oportunidades de produtos e serviços gerados para um determinado público-alvo, trazendo benefícios financeiros e/ou administrativos aos clientes através de transações bilaterais. (JAQUES, Leonardo, 2009)
Se você gostou Compartilhe!!!

Comments are closed.